Pais e mães com filhos pequenos podem ter novas regras trabalhistas

Category: Sindicato Tags: Comments: 0

Medida provisória flexibiliza horários e licenças, além de tratar sobre assédios
Falta apenas a sanção da presidência da república. O Senado aprovou a flexibilização do regime e da jornada de trabalho para quem tem filho de até seis anos ou com deficiência, além do auxílio-creche desde o nascimento da criança. O texto cita ainda obrigações para gerir casos de assédio sexual e violência.

A MP 1.116/2022 tem ainda um grande diferencial, dá aos homens os mesmos direitos das mulheres. O texto cita pais e mães, mas permite  outros modelos de famílias. Mas, para elas, a proposta também institui o “Programa Emprega + Mulheres”, com normas para incentivar a empregabilidade feminina.

Auxílio-creche

Em vez de a partir dos quatro meses, o auxílio-creche será direito desde o nascimento da criança até os 5 anos e 11 meses. Porém, empresas com mais de 30 empregadas não tem obrigação de manter espaço para amamentação, desde que adotem o reembolso-creche.

O texto não fixa quais serão os valores do reembolso-creche e diz que um ato do governo federal deverá tratar do assunto.

A MP determina prioridade a pais e mães com filhos, enteados ou crianças sob guarda judicial de até seis anos, ou com deficiência, em casos de teletrabalho ou trabalho remoto.

Licença-maternidade

A MP permite a suspensão do contrato de trabalho de pais empregados para o acompanhamento do desenvolvimento dos filhos após o término da licença-maternidade das mães. Mas, desde que o pai use parte do tempo para curso de formação ou reciclagem de até 20 horas semanais à distância.

#informacao
#afsys_sindical
#trabalhadores
#sejasocio